domingo, 17 de janeiro de 2010

Vuela amigo, vuela alto


"Chora o que tiveres de chorar, sente o que tiveres de sentir até ao fim… Eu também não gosto de abandonar a tristeza, só porque me pedem para deixar de estar triste; Mas não quero que a tua tristeza me impeça de te acompanhar até onde não seja inconveniente."

Sfich

3 comentários:

sfich disse...

«ò pa mim» citado pela poetisa
Diana Correia!

Um Olhar disse...

O sentir, sempre presente, de uma sonhadora.

Bjo
Fatima

Anónimo disse...

Tu poes me sempre com lagrimas nos olhos e fico sem forças para as limpar! so nao escrevo palavroes porque é feio, mas ja deves imaginar as ricas expressoes que faço. Es grande em tudo o que fazes! cris enzima