domingo, 14 de setembro de 2008

Toque rosado


Rumo à montanha rente ao céu,
sinto a terra, o sol e o vento...
Insaciada, imploro o alento
do mar salgado, o meu troféu.

Onda vestida em tons de amor
à luz da lua que me invade...
No interior, rompe a verdade
descubro, em vida, outro sabor.

Sem ela, esqueço o que procuro,
perco-me sem o tal toque rosado…
quanto mais forte, tanto mais puro!

Por ela, raptava cada estrela,
deixand'o negro alto, apagado...
Antes o mar sem luar, a perdê-la!


Para uma amiga que fez anos hoje, 3 de Setembro de 2008

2 comentários:

sfich disse...

Se este sentir é tão puro, como é a poesia expressa; então, este soneto, é um hino à fraternidade!...

Anónimo disse...

HEHEHE... Invejem esta materia prima... obrigada mana, tu sabes porquê!!! nao vou dizer a ninguem mas nós sabemos quem tem o toque rosado!! hehehe
Lau***