domingo, 21 de junho de 2009

Segredo


Conta-me tudo sobre ti,
as tuas formas de existir…
Depois fala-me outra vez
das promessas por cumprir.

Onde estamos ninguém sabe,
juntos, longe ou a morrer…
Eu daqui tenho o que sou
E tu, só tens de aparecer...

Não crer e ter de encontrar,
neste universo em desalinho,
a força exacta para guardar
o segredo que eu mais temo...


21 de Junho, 2009


“You reached for the secret too soon,
You cried for the moon”
Roger Waters

3 comentários:

Anónimo disse...

É sublime a tua escrita.
Espero que continues a produzir coisas tão bonitas e com tanta alma.
"o segredo",
esse,
é só teu.
Guarda-o bem

um beijo,
Bruno, 2009

Gleidston disse...

Olá Diana,

A beleza contida nos versos,faz saltitar, aos olhos de quem te lê,
Parabéns,

beijos!

sfich disse...

É um privilégio sentir a alma de quem escreve e sente de corpo inteiro; revelando, assim, uma especie de milagre de quem está entre uma singular volúpia de profano e divino!...

"una mirada de gratitud, de admiración y de cariño" Di

sfich