sexta-feira, 19 de março de 2010

Sombra


Vai, oh sombra, segue à frente
Num reflexo não mais meu…
Somos já tão pequeninos,
Mingamos se olhamos o céu.


19 de Março, 2010

3 comentários:

Olhar Meu disse...

As palavras criam vida de tempos em tempos neste teu cantinho.
Como é possível, num poema tão pequenino, caber tanta coisa?

Bjo, bom fds
Fatima

sfich disse...

«ESTÁS NOS ACORDES SUBTIS DA MELODIA DE SONHO»

Lendo Diana Correia, a escutar José Afonso... nada mais a propósito: É que, José Afonso, fez música e cantou o que parece ter estado gravado desde sempre no espaço, mas que nunca ninguém havia escutado; Diana Correia, diz, escrevendo, o que a gente assume como se fosse um axioma; mas que nunca ninguem pensou que se pudesse dizer assim!...

Linhas paralelas Combinadas... Portugal (CP) a lembrar uma passagem de nível sem guarda; onde se deve parar, escutar e olhar.

DarkViolet disse...

Tudo se vai minguando quando a sombra penetra o Ser. Envolvência profunda de palvras